A Sociedade de S. Vicente de Paulo, é uma associação privada de fiéis que foi fundada pelo Beato António Frederico Ozanam em 1833 em Paris.
Posta sob o patrocínio de S. Vicente de Paulo e inspirada no seu pensamento e na sua obra, esforçando-se por aliviar aqueles que sofrem, em espírito de justiça e de caridade e por um compromisso pessoal.
Foi implantada em Portugal em 31 de Outubro de 1859.
As Conferências Vicentinas que congregam em nossos dias quase um milhão de confrades em todo o mundo, mantêm, hoje como há século e meio, incontestável atualidade.
Podem os pobres ter mudado de rosto, mas continuam a existir mais beneficiários da sua ação caritativa: talvez mesmo em maior número, porque mais diversificada, em relação aos tradicionais carenciados de pão, vestuário e teto.
Importa que a ousada imaginação dos vicentinos, servida por uma dedicação generosa, saiba descobrir novas formas de caridade, conforme as circunstâncias envolventes.
As Conferências, são um grupo de Cristãos que se unem para o serviço aos pobres da maneira mais humilde e discreta, sendo contrárias à caridade espetáculo, pois não querem de forma alguma ferir a dignidade a que têm direito os desfavorecidos, aos quais devemos todo o respeito e afeto.
Na Paróquia de S. João Baptista de Vila do Conde, existem duas Conferências: Conferência de Nossa Senhora de Fátima que foi fundada em 1917 mas o seu serviço foi interrompido alguns anos mais tarde e foi depois reativada em 2 / 02 / 1962 e agregada em 25 /03 /1963 e em 1966 fundou o primeiro Infantário em Vila do Conde.
Conferência de S. João Baptista  cuja agregação foi em 25 /07 /1955 A regra de ouro das Conferências Vicentinas neste momento é -unir o mundo numa rede de caridade.