Capela de Nossa Senhora do Socorro -  A capela de Nossa Senhora do Socorro, está bem no âmago da nossa terra, elevada sobre o rio Ave. Diz-nos Monsenhor José Augusto Ferreira (in Vila do Conde e o seu Alfoz) que a “capella é fundação de Gaspar Manoel, Cavalleiro professo da Ordem de Christo, Piloto-mór da carreia da Índia, China e Japão, e de sua mulher Barbara Ferreira d’Almeida, no anno de 1603”. Já em 1599, estes haviam solicitado ao Arcebispo Primaz D. Frei Agostinho de Jesus, licença para edificação desta capela. Ainda segundo este autor, a capela era de invocação de Nossa Senhora da Boa Viagem. A invocação da Virgem e o estilo arquitetónico da capela refletem os gostos de Gaspar Manuel, cuja sepultura ainda hoje pode ser encontrada no chão da capela. Piloto-mor era o funcionário marítimo responsável pela chefia do serviço de pilotagem dos portos, bem como pela superintendência de todos os seus pilotos da barra e práticos, cargo que era exercido por Gaspar Manuel no extremo oriente, de influência portuguesa. O gosto pela arquitetura oriental do seu construtor conferiu à capela um aspeto de “pagode indiano”. O interior, contudo, é bem típico da arquitetura portuguesa: revestido a azulejos do séc. XVIII que retratam aspetos da vida da virgem Maria; possui retábulo em talha rocócó, com a imagem de Nossa Senhora, segurando o menino e uma âncora.

A imagem é ladeada em duas mísulas pelas imagens de S. Pedro e Santo António. Encimando este conjunto aparece-nos uma imagem do calvário. Tem sacristia anexa. A virgem é especialmente venerada pela classe de pescadores do estuário do Ave. É um excelente miradouro para a contemplação da zona ribeirinha de Vila do Conde.
Informações úteis:
Dia da Festa: 21 de Novembro, Festa da Apresentação de Nossa Senhora no Templo;
Morada: Rua do Socorro
Acesso: a capela mantém-se aberta diariamente. Os vizinhos possuem a chave da mesma.
Classificação: Imóvel de Interesse Público, Dec. nº 95/78, DR 210 de 12 Setembro 1978