O escutismo surgiu em Vila do Conde logo nos primeiros anos da formação do Corpo Nacional de Escutas – Escutismo Católico Português. A Flor de Lis, órgão oficial do movimento, no seu número de 15 de Maio de 1926, noticia a fundação do Grupo 23 – O Lidador, tendo como direcção os senhores Capitão Ramalho, o Tenente Pinto e o Padre José Praça, cuja existência foi muito curta.
É o chefe Joaquim Orlando Pacheco e, o então Prior de Vila do Conde, Padre Adriano Teixeira quem, anos mais tarde, fundam o atual Agrupamento 439 – São João Baptista de Vila do Conde. A primeira Cerimónia da Promessa realiza-se na Igreja Matriz, em 22 de Junho de 1975.

O efectivo de 30 rapazes, no primeiro ano, cresceu para os cerca de 100 rapazes e raparigas nos dias de hoje, que se distribuem pelas quatro secções, apoiadas por 9 dirigentes e 5 aspirantes a dirigentes, que lhes consagram o seu tempo livre, em regime de voluntariado, em tarefas de desenvolvimento educativo, de coordenação e de gestão.

O Agrupamento 439 vem criando o seu espaço de acção na comunidade local, procurando sair da sede para ajudar e colaborar com todos os que lhe vêm solicitar apoio. Exemplo disto é o apoio à paróquia de Vila do Conde, ao Núcleo de Vila do Conde da Cruz Vermelha Portuguesa, Bombeiros Voluntários de Vila do Conde, ao Rotary Club de Vila do Conde, na campanha de angariação de fundos para a Liga Portuguesa Contra o Cancro, aos clubes desportivos, entre eles, o Rio Ave, o Ginásio, o Fluvial e o Kayak, ao Rancho da Praça e do Monte bem como às entidades oficiais, à Câmara Municipal ou à Comissão de Festas de São João.

Durante estes 38 anos, registou no seu historial um sem número de actividades como o cantar das Janeiras, a limpeza das praias não concessionadas, a descida em jangada dos rios Este e Ave, a participação no Limpar Portugal, os acampamentos nas férias de Natal ou da Páscoa, em Canidelo, no Parque Nacional da Peneda-Gerês ou Montesinho, na Serra da Estrela ou por terras de Idanha e Aveiro, no Centro Escutista da Apúlia ou em Ferreiró-Vila do Conde, Serra da Freita ou DRAVE, os jogos de cidade em Braga, Bragança, Guarda, Lisboa, Melgaço, Caminha, Aveiro, Porto, Póvoa de Varzim e Vila do Conde, os acantonamentos em Arcos de Valdevez, Terroso-Bragança, Vieira do Minho, Lisboa ou Covide, os Acampamentos de Núcleo da Estela, Terroso, Junqueira e Rates em 2006, Regionais de Palmeira, Vila Verde, Gondifelos, Moreira de Cónegos em 2001, Vila Seca em 2005 ou Rates em 2010 e Nacionais de Bagunte - Vila do Conde em 1987, Palheirão em 1992, Valado de Frades em 1997 e Idanha-a-Nova em 2007 e 2012, o RoverWay 2003 – Portugal, o Rover Regional de Braga 2008, a abertura do ano escutista da região de Braga 2007 em Vila do Conde e em 2008 em Barcelos, o JOTI desde 2007, o Cortejo Histórico em Junho de 1995 em que se comemorou 20 anos do Agrupamento e os 70 do Núcleo Cego do Maio e a Peregrinação a Fátima, na Comemoração dos 500 anos da Igreja Matriz e Peregrinação Nacional do CNE a Fátima em 2006.

Filiado em Ordem de Serviço Nacional nº 353, com data de 22.06.1975.

Unidades Filiadas: Alcateia nº 164 – S. Francisco de Assis, Grupo Explorador nº 164 – São João Baptista, Grupo Pioneiro nº 164 - Nª Srª da Guia,  Clã nº 107 – São Nuno.

Chefes de Agrupamento: 1975 a 1977, Joaquim Orlando de Sousa Pacheco, 1978 a 1979, Plácido da Silva Ribeiro Pontes, 1980 a 1983, Orlando Sá Lima, 1984 a 2008, João Carvalho da Silva, 2008 a 2013, Maria Augusta Ramos Martins e atualmente João Carvalho da Silva.

Assistentes de Agrupamento: 1975 a 1977, Padre Adriano Teixeira, 1978 a 1979, Padre Domingos Alves, 1980 a 2004, Padre Arlindo Chaves Torres, 2004 a 2012 Padre Domingos Rodrigues Lopes, atualmente Padre Paulo César Pereira Dias.

Sedes do Agrupamento: 1976 – Rua do Lidador, nº 197, 1977 – Residência Paroquial, 1978 a Setembro de 2013 – Centro Paroquial Padre Porfírio Alves, Rua da Misericórdia, nº 60, atualmente – Escola dos Sininhos, Rua 5 de Outubro, 665 - 4480 Vila do Conde